Lin Lores teve clipe proibido em diversos países #boato #fakenews

O BoatoA cantora canadense Lin Lores gravou um vídeo que foi considerado inapropriado em diversos países por conter cenas “picantes”.

O WhatsApp é uma das redes preferidas dos brasileiros, sendo que atualmente o seu uso acaba trazendo uma série de histórias e rumores bem pitorescos. Através dele o envio de vídeos e imagens se tornou muito mais rápido, o que acaba gerando as condições ideais para a formação de boatos.


Levando em consideração todo o tráfego que a rede possui atualmente, existem dois assuntos que mais fazem sucesso entre os usuários: videoclipes de músicas e conteúdo adulto. E não por coincidência, um conteúdo que viralizou na rede juntava justamente esses dois ingredientes, essa receita completa de um grande boato.

 

Existe clipe da Lin Lores com cenas explícitas proibido em diversos países?

Ultimamente vem circulando na internet um suposto vídeo ( que lógico não vamos replicar aqui ) que teria sido gravado pela cantora canadense Lin Lores. Junto com ele, existe uma mensagem, que afirmava que diversos países teriam simplesmente proibido a exibição das imagens, por conter cenas muito fortes, e não estamos falando de violência. Reproduzimos abaixo o texto que pode ser acessado na internet:

“O vídeo clipe da cantora canadense Lin Lores foi proibido em alguns países. Nunca antes uma cantora apareceu fazendo sexo explícito num clipe. Nem quero nem ouvir que p…que ela tá cantando… Já virei fã”.

A música que serve de pano de fundo para as cenas do videoclipe tão comentado é realmente boa. As imagens captadas podem ser consideradas como profissionais. No entanto, a pergunta ainda fica no ar, será que realmente a cantora Lin Lores é a protagonista desse vídeo?

A resposta você já deve saber que é não. Isso é uma notícia falsa, tão comum no reino da internet. O primeiro fator que pode ser apontado como o início da descoberta da falsa notícia é muito simples de ser conseguido, basta digitar Lin Lores no Google, para saber que não aparece nenhuma menção, o que para uma pessoa pública é algo totalmente improvável.

Mesmo tentando por outros termos em inglês como “Lin Lores singer”, ou “cantora do Canadá Lin Lores”, nada é mostrado. Conclusão, como alguém que nem existe consegue ser proibida em alguns países?
No entanto, há as imagens, logo, se não foi feito pela Lin Lores, quem é o ou a responsável?

Como surgiu o vídeoclipe proibido de Lin Lores?

A resposta é mais banal do que você imagina, alguém simplesmente fez uma edição pegando partes de um filme adulto, com imagens de um clipe musical, e criou esse videoclipe “proibidão”. A música tocada durante as imagens é “Calm After The Storm”, e ela faz parte do repertório da banda The Common Linnets.

E saiba que o videoclipe dessa música é liberado para todos os públicos e está disponível na internet.
Já as imagens do vídeo é da atriz americana Penny Brooks. Ela foi a responsável não só por cantar, como também por escrever a sua versão para uma produtora de filmes adultos.

Vale ressaltar que no clipe original da letra composta por Penny, a música é bem diferente daquela do grupo Holandês que falamos acima. Infelizmente, a gente não conseguiu ter acesso à versão da música feita para a produção adulta.

VEREDITO: ESTE BOATO É VERDADEIRO OU FALSO?

E para finalizar com essa história, não existe nenhum clipe proibido para menores e com sexo explícito feito por uma cantora canadense Lin Lores, simplesmente porque ela não existe. O que há é um clipe, feito por uma produtora de filmes adultos e protagonizado por uma das suas atrizes. E um engraçadinho pegou imagens dessa produção e mesclou com uma música da banda Common Linnets. E criou-se assim o boato de clipe proibido de Lin Lores.

Carimbo FALSO = Boatos.com.br



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *